[English and Portuguese] Transitioning – Fourth Month Update

 

(Para quem não sabe ler Inglês, a versão em Português encontra-se no final)

  • 1st Month/ 1º Mês – Link
  • 2nd Month/ 2º Mês – Link
  • 3rd Month/ 3º Mês – Link

 

ENGLISH

 

Hello everyone! It is time for the fourth monthly update, a different one at that.

I took my 120th Anti-Androgen on the 13th of April, Thursday. I’ve been writing this since Tuesday, since I work during week days and these take a while to write and, specially, to translate! Now, this month will be a little different. The way that I’ll structure this post at least, adding a new section for this and maybe future updates! Which means that this post may get a little lengthy. My advise to the people that really want to read this and lack time? To read while on a public transportation, either on the way to work or on the way home. Anyway.. this month’s update will include, in order: the Physical changes, the Psychological changes, News (related to the process itself, what awaits, what has happened, etc) and Final Thoughts.

 

 

Physical changes:

Probably the aspect on which there has been less changes.

We have always started by keeping the weight in check. To keep traditions, I’ll remind that, last month, I was complaining that my weight was between 77-78 KG’s, and that I was going to try and lower it to the 75 KG’s… allow me to correct that with an update. My weight is now between 72-73 KG’s, and has kept that way for nearly a week now. I.. have no idea how and what part of my body lost that weight but yes! In one month, 5 less KG’s.

It’s still between the healthy average range of a woman, so I’m not preoccupied. However, a lot of people have shown concern over my lost of weight. No need to worry, you’re just thinking within the male average… and that’s not how you’re supposed to think, sillies. You must think within the female range, since that’s the whole point. What do you think hormones do? Really, please consider the point of taking Anti-androgens and, in the near future, Estrogen. Exactly, the fat is not going to the belly, but to my hips (& friends)! And no, I’m not eating less or wrongly. I’ve been eating the same way that I’ve been eating even before my transition, the supposed portions and spread out meals that allow me to keep my weight exactly the same. So no, I’m not starving myself. It’s just muscle loss and fat redistribution.

 

As far as muscle loss and fat redistribution, there have been almost no changes. However, I took the liberty of measuring my body shape again. That is, my shoulders, hips and waist. This time, I asked for aid to measure my shoulders, which will provide more accurate measurements and ratio. So here goes my current-after-four-months-no-estrogen ratio:

  • Compared to my shoulders, my hips are currently around 0.96 (last month was 0.93)
  • Compared to my shoulders, my waist is currently around 0.75 (same as last month… though my waist got slightly even narrower, so either my shoulders somehow shrunk or it was measured correctly this time!)
  • Compared to my hips, my waist is currently around 0.78 (last month was 0.81)

In short, I should no longer need to worry about my body shape!

I was worried, given my shoulder length, that it would ruin the silhouette. Not that my shoulders have a ridiculous length (in fact, they look like regular broad shoulders), but considering my height and compared to the general height of other women that share my nationality (Portugal).. I’m more German approved. What helps is the fact that my waist looks proportionally healthy compared to the shoulders and hips.. and my hips are almost just as wide as my shoulders (again, I’m not yet on estrogen). So, as long I choose the right clothing that flatters this body shape (specifically, making sure that my waist line and hips can be seen) and also making sure that I have the right hairstyle (though I’ve figured that out correctly long before my transition, because I’m that self conscious and a visionary).. I will be more than fine~

 

Besides these aspects, there’s little else to add. I still continue to feel as if my chest and bum are behind the changes. Obviously that is because I’m not yet on Estrogen. Still, even without those changes in the meantime; I can still “pass”, given my body shape and face.. but as long I keep putting some effort into my appearance as well!

In short, not so much has happened physically. Waiting for the Estrogen..

 

 

Psychological changes:

Psychologically speaking, it’s hard to tell if there were any major changes as well. This month has been an emotional roller-coaster overall, given a few events in my life and also frustration and stress that comes with the process itself! It’s great when the changes happen and I do feel quite happy with these. But that doesn’t mean there aren’t obstacles in the way, provoked by outside sources and things that are beyond my control.

For a little more than a week, I felt apathy.. for no apparent reason. I wasn’t feeling much joy and sadness. It felt strange, considering how much more in contact I am with my own feelings and others. It could had been with the change of weather, with Spring. It happens, sometimes my mood can be a little influenced by the change of seasons. It could be because there hasn’t been any major holiday in my country since January, the lack of creative expression, the fact that my friends (and myself) have been busy and, thus, we haven’t been spending that much time together, etc. Perhaps because of the insecurities that still prevail, as my ego still fluctuates easily from being more confident with my own appearance to “oh no, someone’s staring at me. Is something wrong with me?! THEY KNOW!”. Seriously, with the amount of uncommitted people that already compliment my appearance, it’s anyone’s guess why I still panic over someone’s gaze on the streets..

But I’m fine now, that apathy was gone the moment I cried for “no apparent reason”!

 

Another thing that I’ve noticed along the months, is how my cognitive functions have been gradually changing.

Some people are going to roll their eyes when I say this but, as some people know, I like to play (video) games. I’m a geek, deal with it.. normies that don’t even know the difference between a geek and a nerd! And it’s interesting how my treatment has affected my performance in these games.

I’ve noticed that, in games that require the player to act fast and well (ex. First-Person-Shooters), I’m under performing quite a lot compared to before. In fact, these games now frustrate me more than they provide me with some recreation. I stopped enjoying those overall. Again, it makes sense since my instincts have changed. After all, I get scared and panic more easily.. which doesn’t help in situations that require to think fast and well.

Strangely, when it comes to solving puzzles (and this isn’t strict to a single genre, but several genres of games), I’ve also took notice that I’m performing much better in puzzles that require a combination of awareness to several tasks at once, being able to focus and solve several issues at once without leaving anything behind. In short, multi-tasking! I’ve become aware of it the moment I tried to play a game that I haven’t played for a year or two. I was never able to fully complete it, since it could get quite chaotic! Well.. I played it and I solved the puzzles without losing a single time. It felt easy and I somehow felt disappointed because I remember it being much harder. After thinking about what it could possibly meant and if there were other (actual real) scenarios and evidence that proved it, I came to the conclusion that, multi-tasking, no longer produces as much stress as it used to. However, puzzle games that have a time limit have become harder for me since, again, panic overwhelms my ability to solve problems. But, if I have a good night sleep, 2D puzzles have become easier than before.

I’ve also noticed that, if I’m feeling emotional or merely upset over something, I’m no longer able to abstract my mind away from the issues and keep playing. My performance in games is heavily influenced by my mood, which is something that didn’t happen that easily before. If I’m thinking about something that affects me personally on an emotional level, I now have to close the game and forget about playing it since I become completely incapable of enjoying it or do anything right. And nowadays, it’s easier to perceive most things as personal, therefore emotional.

In short, certain tasks have become easier, while other tasks have become harder. This is no surprise to anyone, since I’ve been hinting at that for a while on the other updates. But I thought this would be fun and interesting to share nonetheless! I was just avoiding sharing this until now because I don’t like to talk about my own geeky interests with my normie friends.. and they do read these specific blog posts! Not because I’m ashamed of it but because I feel bad for them~

 

Another change, and this is an important one, has been the fact that.. I’ve been feeling more the need to be in a relationship.

Without dwelling too deeply into my sexuality, since I feel that’s more private than sharing these updates.. yeah, don’t ask me why that’s my line on the sand in privacy, compared to everything I’ve shared. Before this month, it has always been a problem for me, to imagine myself with someone. Because I didn’t felt comfortable with myself and, thus, subconsciously, these thoughts and needs never came to the surface legitimately.

There were only two people in my life that came close to any kind of love and desire to be with. Maybe someday, I’ll have the courage of sharing those two experiences. But, for now, it’s important to note that those two experiences never came close to come true nor did I genuinely loved those two people. I only loved the thought of being in a relationship, though I didn’t felt the need and true desire to be with these two people.

But now, since I’m growing more comfortable on my own skin and appearance (despise the obvious insecurities), I can see why my mind is finally allowing itself to think about having relationship. I don’t think my sexuality changed at all, but it is finally awakening and not just a dormant and distant aspect that I was fully aware of but was incapable of reaching. Which is why I knew I liked men, I just.. didn’t felt that much for men. That is, until now. It’s awakening slowly, and the needs and desires that come with it as well!

However, it’s important to note that I’m only into hetero relationships.. in a rather complete sense. So this means that there are things that I really want to complete in this process before engaging in “very specific and colorful activities”. I don’t think I can make this more obvious without being blunt and I honestly don’t feel like being blunt in a subject like this..

 

 

News:

During this month, I’ve came to the conclusion that, physically speaking, I’m more than ready to carry an ID that reflects the name that I have chosen for myself.

As such, it has become the current short-term goal to make the necessary preparations to change my ID legally. To reflect the name I’ve chosen and for the ID to reflect my actual gender. In fact, it is important that I do so as quickly as possible! My body has changed drastically since December.

It’s true, I still don’t currently present myself as a women every day in public. I’ve been doing it twice a week at least as for now. Because of my insecurities. Because I want to keep saving money. But what’s actually happening right now.. is that I feel more hostility from the general public when I’m dressed as a man rather than a woman. This must be because, even dressed as a man, there are things that I just can’t hide (not that I want to hide these changes but.. I’m sure you get the point). It has become so bad that I’ve got shouted out recently (dressed as a man) by a man on a public bus, called a “faggot”. And I could had sworn I saw two teenage girls, on another day, trying to take photos of me (again, dressed as a man) while we were inside the same train. I’m too.. curvy to be dressed as a man. Only if I were to wear baggy clothing, I would probably be able to blend with the crowd as a man. And that’s not going to happen.. because then I would look like a man trying to hide a frail and anorexic body. Just no. Or maybe I just don’t know how to dress as a man anymore without feeling some repugnance!

But I have to turn a blind eye to my savings and waste a good amount of time (and money…) expanding my wardrobe. Among other things. It’s time to prepare, be rational for once and leave the fears behind. To think that I get more of the wrong type of attention when dressed as a man and, when dressed as a woman, the only thing I get is glances and a few compliments from some people that know me and from a few random uncommitted people that appear out of nowhere.

It is time to dress up as the woman that I am.. every day. I’m almost certain that I’ll be paranoid most of the days, for the first few weeks. But it is something that I want and it has to be done, adding to the fact that I have to do it for my own safety at this point.

 

Speaking of money, I was finally able to talk to a surgeon. A very well known one, since he mostly operates transsexuals. And there aren’t many of those in my country. There’s only one that’s trustworthy, the one I talked to. I was able to learn about the pricing.. and I can’t deny that it’s rather high. High enough to make me ponder seriously on how will I ever get my hands on that type of money! Obviously, this surgery is very important for me. But it has to be done under the supervision of this surgeon, if I want to get it done in this country.

It’s true, you can get a surgery by using the public healthcare system. But, as every transsexual in this country knows, the queue is long and everyone is advising against it (including my doctors). It could only be done in a very specific hospital and the conditions aren’t.. good. No way I’m going under the knife in a “back alley”, specially with such an important and delicate surgery!

So no. I have to ponder, on how will I be able to get such a surgery. How will I gather such money? Do I need a “second job”? Do I need to invest in my artsy dreams and cross my fingers that it will actually produce any type of revenue? I.. don’t know!

…I have no choice. For the sake of my sanity, I need to place this specific major issue on the back of my head and live a day at a time. Focus on the good things that my transition is providing thus far and will continue to provide. Wait for the conditions to change and hopefully make it possible to find a way to get the surgery done. Maybe.. who knows? The surgeon did say that he was trying to get the price lower and, if he eventually is able to, the price will be far more tolerable for my wallet!

 

 

Final Thoughts:

There have been plenty of ups and downs this month.

 

Mostly, I’ve been feeling insecure. Uncertain about the future. Paranoid over the public’s gaze. The money that I have to spend in the near future. The money I need to save, though it doesn’t seem like I’ll ever reach it by doing what I’ve been doing so far. The whole process and the lack of proper rest, the weekends filled with nothing but the need to rest and not doing anything productive. The fact that I haven’t been spending time with the people that I care for a good number of weeks. The appointments that I have at least once a week..

But also the joys that I’ve felt. The compliments I’ve been getting. Already feeling the first hints of inner desires and passions as I slowly become more confident in my body. We’re near May, Estrogen will hopefully become available to me. New changes ahead, which will be embraced as the solution to my dysphoria! Knowing that I’ll become even more feminine than I am, physically and psychologically speaking. Being able to fully pass, no longer worrying about a wondering gaze discovering my “dark secret”. Being able to think even more clearly.

 

I’ll.. be fine. This is probably the most awkward stage that I’ll ever get during my transition. The sudden shifts between feeling as if everything is fine and it’s only going to get better.. and feeling as if it’s all wishful thinking while, in reality, I look terrible and that’s what the general public sees when they glance at me. The difference between feeling confident for a moment and feeling the exact opposite a few seconds afterward just because someone dared to look at you longer than they should, or second glanced.

But I need to leave those fears behind. As one of my secret admirers (that knows me since my childhood) said to someone else while I wasn’t around to hear (but was told later by a 3rd party).. I look better as a woman than as a man. Someone please tell that fan of mine that I’m very grateful for that comment and I’ll try to keep it in mind for now on.. since we can’t really talk face to face! Jehovah Witnesses’ shunning an’stuff.  Or just share her the link to this blog post or whatever. Don’t worry, I won’t tell, I keep my Jehovah Witness fans identity a secret~ And if there’s anything that I’m good at, it’s keeping secrets.

 

When I publish my 5th Month Update, I will probably be consuming my first or second Estrogen.. err.. medication. I’ll be crossing my fingers in hope that my blood test is going to be fine. I’ll try to gain the confidence I need to reveal a photo or two. A few photos to keep safe, as a reminder on how I look currently, without Estrogen and with only Anti-Androgen. No promises.. I still have to consider if it’s worth revealing under my public pseudonym or to keep it between friends. I’m leaning more towards.. keeping it private with my friends. I rather enjoy my somehow online anonymously and the safety that it provides!

 

Thank you and I’ll see you next month, with Estrogen maybe!

 

 

 

PORTUGUÊS

 

Bom dia a todos! Uma boa Sexta-feira de feriado e fim de semana prolongado! A quarta actualização mensal já está aqui disponível, uma actualização um pouco diferente das outras.

Eu consumi o 120º Anti-androgéno no dia 13 de Abril, Quinta-feira. Estou a escrever este post desde Terça-feira, visto que eu trabalho durante a semana e estes posts demoram algum tempo a serem escritos e, especialmente, a serem traduzidos! Como disse, este mês vai ser um pouco diferente. A estrutura deste post vai conter uma nova secção que poderá ser adicionada em actualizações no futuro! O que quer dizer que este post poderá ser um pouquinho grande. O meu conselho para as pessoas que querem mesmo ler este post mas não tem tempo? Leiam nos transportes públicos, a caminho do trabalho ou a caminho de casa. De qualquer forma.. este mês vai incluir, por ordem: Mudanças físicas, Mudanças psicológicas, Notícias (relacionadas com o processo em si, o que virá, o que aconteceu, etc) e Últimas Palavras.

 

 

Mudanças físicas:

Provavelmente o aspecto onde houve poucas mudanças.

Nós sempre começamos por manter o peso sobre controle. Para manter a tradição, vou relembrar que, no mês passado, eu expressei preocupação visto que o meu peso manteve-se entre os 77-78 KG’s, e que eu iria tentar baixar esse peso para os 75 KG’s… permitem-me que corrija isso com esta actualização. O meu peso está agora entre os 72-73 KG’s, e continua a manifestar esses novos valores já por quase uma semana. Eu.. não sei como e que parte do meu corpo perdeu esse peso mas sim! Em um mês, perdi 5 KG’s.

Ainda se encontra dentro da média aceitável e saudável para uma mulher, por isso não estou preocupada. Infelizmente, muitas pessoas demonstraram preocupação com a minha perda de peso. Não precisam de se preocupar, vocês estão apenas a pensar dentro da média aceitável de um homem… e isso não é a forma que deviam estar a pensar, suas criaturas tontas. Vocês têm que pensar que eu agora tenho de ter, em muitos aspectos, os mesmos cuidados de saúde e de higiene que uma mulher. É esse o objectivo! O que vocês pensam que as hormonas fazem? A sério, por favor pensem bem antes de se preocuparem com aspectos que não fazem sentido, estou a tomar Anti-andrógenos e, dentro de breve, Estrogénio. Claro, a gordura não está a ir para a barriga, mas para as minhas ancas (& arredores)! Também perdi muito músculo, e os músculos pesam muito mais que a gordura! E não, não estou a comer menos ou mal. Eu tenho comido da mesma forma que já comia muito antes da minha transição, as porções correctas e espalhadas nas várias refeições ao longo do dia que ajudam a manter o peso. Portanto não, não estou a morrer de fome. Apenas estou a perder músculo e a gordura está a ser distribuída de forma diferente.

 

No que diz respeito a perda de músculo e redistribuição de gorduras, ouve poucas mudanças. Mesmo assim, eu tomei a liberdade de medir o meu formato de corpo de novo. Quer dizer, os meus ombros, ancas e cintura. Desta vez, pedi ajuda para medir os ombros, o que vai providenciar medidas mais precisas e um melhor cálculo das minhas proporções. Portanto vou partilhar as proporções actuais-depois-de-quatro-meses-ainda-sem-estrogénio:

  • Comparado com os meus ombros, as minhas ancas tem uma proporção actual aproximada de 0,96 (no mês passado era 0.93)
  • Comparado com os meus ombros, a minha cintura tem uma proporção actual aproximada de 0.75 (a mesma proporção que no mês passado… apesar da minha cintura ter ficado um pouco mais estreita, portanto ou os meus ombros encolheram ou os meus ombros foram medidos correctamente desta vez!)
  • Comparado com as minhas ancas, a minha cintura tem uma proporção actual aproximada de 0.78 (no mês passado era 0.81)

Por poucas palavras, já não preciso de me preocupar com o formato do meu corpo!

Eu estava preocupada, devido à largura dos meus ombros, que poderiam arruinar a minha silhueta. Não que os meus ombros sejam ridiculamente largos (na verdade, os meus ombros apenas são largos, dentro da normalidade), mas considerando a minha altura e comparando com a altura das outras mulheres que partilham a mesma nacionalidade que a minha (Portuguesa).. eu sou mais Alemã. O que ajuda é o facto de que a minha cintura tem uma medida proporcionalmente saudável em comparação com os meus ombros e ancas… e as minhas ancas são quase tão largas como os meus ombros (de novo, relembro que ainda não estou a consumir estrogénio). Portanto, se continuar a escolher as roupas certas para a minha silhueta (especialmente, manter em foco as medidas da minha cintura e das minhas ancas) e ter a certeza que tenho um penteado que me ajude (apesar de já ter descoberto o penteado correcto muito antes da minha transição, porque sou assim tão auto-consciente e uma visionária).. eu estarei mais que bem~

 

Para além destes aspectos, não existe muito mais que dizer. Eu ainda continuo a sentir que o meu peito e traseiro estão a ficar para trás em comparação com as outras mudanças. Claro, isto porque ainda não estou a consumir Estrogénio. Mesmo assim, mesmo sem essas mudanças no entretanto; eu ainda consigo “passar”, devido ao formato do meu corpo e cara.. desde que continue também a esforçar-me para manter uma boa aparência!

Por poucas palavras, pouco aconteceu em termos físicos. Ficarei à espera do Estrogénio..

 

 

Mudanças Psicológicas:

Em termos psicológicos, é difícil de saber se existiram muitas mudanças. Este mês tem consistido de muitos altos e baixos em termos emocionais, devido a uns poucos eventos na minha vida e também frustrações e stress que advém do processo em si! Sinto-me bem quando tomo nota das mudanças que ocorrem, felicidade. Mas isso não quer dizer que não existam obstáculos pelo meio, provocados por fontes exteriores e coisas que estão fora do meu controle.

Por mais de uma semana, eu senti apatia.. por nenhuma razão aparente. Não senti muita felicidade ou tristeza. Isso foi estranho para mim, visto que tenho estado mais em contacto com as minhas e emoções dos outros. Poderá ter sido pela mudança no clima, com a Primavera. Acontece, às vezes o meu humor é influenciado pela mudança de estação. Pode ser também devido à falta de feriados no meu país desde o mês de Janeiro, a falta de meios para exprimir a minha criatividade, o facto de que as minhas amizades (e eu) têm estado ocupadas e, logo, não temos passado o tempo juntas, etc. Se calhar pode ser devido às inseguranças que ainda existem, visto que o meu ego ainda oscila com facilidade entre o sentir auto-confiante com a minha aparência e o “oh não, alguém está a olhar para mim. Alguma coisa de errado comigo?! ELES SABEM!”. A sério, com o número de pessoas não cometidas que já elogiaram a minha aparência, é um mistério porque ainda entro em pânico quando alguém olha para mim nas ruas..

Mas eu estou bem agora, essa apatia sumiu-se no momento que chorei por “nenhuma razão aparente”!

 

Um outro aspecto que tenho notado ao longo destes meses, é a forma como as minha funções cognitivas tem se alterado de forma gradual.

Eu sei que algumas pessoas vão revirar os seus olhos quando eu dizer isto mas, como algumas pessoas sabem, eu gosto de jogar (video jogos). Sou geek, temos pena..  criaturas básicas com gostos banais que nem sabem a diferença entre geek e nerd! E é interessante como o meu tratamento tem influenciado a minha performance nesses jogos.

Tenho notado que, em jogos que pedem da parte dos jogadores para agir rapidamente e bem (ex. First-Person-Shooters), o meu performance tem sido bastante baixo em comparação com antes. Na verdade, esses jogos agora causam-me maiores níveis de frustração, mais do que providenciam com algum entretenimento. Deixei de gostar desses jogos de forma geral. De novo, faz sentido porque os meus instintos mudaram. Afinal de contas, eu fico com medo e entro em pânico com mais facilidade.. o que não ajuda em situações que exigem reacções rápidas e bem feitas.

Estranhamente, no que diz respeito a resolver puzzles (e isto não é algo restrito a uma única modalidade, mas para várias modalidades de jogos), eu também tenho notado que estou a ter uma melhor performance em puzzles que exigem de mim uma combinação de atenção/consciência das várias tarefas apresentadas ao mesmo tempo, conseguindo focalizar e resolver várias situações ao mesmo tempo sem deixar nada para trás. Em poucas palavras, Multi-tarefas! Eu tomei conta deste aspecto quando eu tentei jogar um jogo que já não jogava à um ano ou dois. Nunca fui capaz de completar o jogo de forma completa, porque os níveis se tornavam caóticos! Bem.. eu joguei e resolvi os puzzles sem perder nem uma vez. Senti que o jogo era fácil e isso fez eu sentir desapontada porque eu lembro-me de que o jogo era muito mais difícil. Depois de pensar bem no que isto poderia significar e se existiriam outras situações (reais) e provas que poderiam comprovar esse aspecto; eu cheguei à conclusão, no que diz respeito a multi-tarefas, que essas actividades já não produzem tanto stress como antes. No entanto, puzzles que contém um tempo limite, tornaram-se mais difíceis visto que, de novo, o pânico impede a minha habilidade de resolver problemas. Mas, se tiver uma boa noite de sono, puzzles a 2D tornam-se ainda mais fáceis.

Também já notei que, quando sinto-me mais emocionada ou apenas zangada com algo, eu já não consigo abstrair a minha mente desses problemas e continuar a jogar. A minha performance quando jogo depende muito do meu humor, o que é algo que não acontecia com muita facilidade. Se estiver a pensar em algo que me afecta a mim pessoalmente a nível emocional, eu agora tenho que desligar o jogo visto que sou incapaz de me distrair ou de fazer a actividade de forma correcta. E hoje em dia, é muito mais fácil encarar muitos dos eventos e situações como algo pessoal, logo emocional.

Em poucas palavras, algumas actividades se tornaram mais fáceis, enquanto que outras actividades são agora mais difíceis. Isto não devia surpreender ninguém, porque tenho deixado algumas alusões a tais mudanças quando escrevo estas actualizações. Mas achei que seria divertido e interessante partilhar esta informação de qualquer forma! Eu estava a evitar de partilhar esta informação até agora porque eu não gosto muito de falar dos meus interesses mais geeky com as minhas amizades com gostos e interesses mais “básicos”.. e essas amizades até lêem estes posts no meu blog! Não porque tenha vergonha dos meus interesses mas porque sinto mal pelo sofrimento de algumas dessas amizades estarem a ler algo que não compreendem~

 

Uma outra mudança, e esta é bastante importante, é o facto de.. eu ter sentido mais a necessidade de estar numa relação.

Sem estar a falar exaustivamente acerca da minha sexualidade, visto sentir que estas questões são muito mais privadas do que a partilha destas actualizações.. sim, não vale a pena perguntarem-me qual a razão, em comparação com tudo o resto que já partilhei. Antes deste mês, a minha sexualidade foi sempre um problema para mim, de imaginar-me com alguém. Porque não me sentia confortável comigo mesma e, logo, no meu subconsciente, esses pensamentos e necessidades nunca surgiram e foram expostas à superfície de forma legitima.

Apenas existiram duas pessoas na minha vida que estiveram perto de fazer-me sentir aquele amor e desejo de estar com. Talvez qualquer dia, eu terei a coragem de partilhar essas duas experiências. Mas, por agora, é importante tomar nota de que essas duas experiências nunca chegaram perto de se concretizar ou me fizeram genuinamente amar essas duas pessoas. Eu apenas amava a idea de estar num relacionamento, apesar de não sentir a necessidade e verdadeiro desejo de estar com essas duas pessoas.

Mas agora, visto estar a sentir-me cada vez mais confortável na minha própria pele e aparência (apesar das inseguranças óbvias), eu até percebo o porquê da minha mente estar agora finalmente a permitir-se a pensar nestas questões e de estar num relacionamento. Eu penso que a minha sexualidade não mudou, mas que apenas está a despertar-se e já não é algo distante e inactivo que tinha plena consciência mas que era incapaz de alcançar. Por isso é que sabia que gostava de homens, apenas.. não sentia muito por homens. Quer dizer, até agora. Está a acordar, devagar. Como também as necessidades e desejos que advêm disso!

De qualquer forma, é também importante levar em consideração de que eu apenas gosto de relações hetero.. no sentido pleno. Isso significa que existem coisas pelo qual tenho que completar neste processo antes de participar em “actividades muito específicas e coloridas”. Eu acho que não posso ser mais óbvia sem ser directa e eu sinceramente não quero ser tão directa num assunto tão privado para mim..

 

 

Notícias:

Durante este mês, eu cheguei à conclusão que, fisicamente falando, eu estou mais que pronta para obter um cartão de cidadão que reflecte o nome que escolhi para mim própria.

Como tal, tornou-se o meu actual objectivo de curto-alcance fazer as possíveis preparações necessárias para alterar esses dados no meu cartão de cidadão, de forma legal. Para reflectir o nome que escolhi e para o meu cartão de cidadão reflectir o meu género. Na verdade, é importante que faça isso o mais rápido possível! O meu corpo sofreu muitas mudanças drásticas desde Dezembro.

É verdade, eu ainda não me apresento actualmente como mulher todos os dias em público. Eu agora o faço pelo menos dois dias por semana, por enquanto. Devido às minhas inseguranças. Porque quero poupar dinheiro. Mas o que está a acontecer agora.. é que sinto mais hostilidade do público em geral quando estou vestida com roupa de homem do que quando estou vestida com roupa de mulher. Isto porque provavelmente, quando estou vestida com roupa de homem, existem aspectos que não consigo esconder (claro que também não quero esconder estas mudanças mas.. acho que vocês compreendem o que quero dizer). A situação tornou-se tão crítica que até já fui gritada recentemente (quando estava vestida com roupa de homem) por um homem num autocarro, chamada de “paneleiro”. E eu até tenho quase a certeza que eu vi duas adolescentes, num outro dia, a tentarem tirar umas fotos de mim (de novo, estava vestida com roupa de homem) enquanto partilhávamos o mesmo comboio. Eu tenho.. curvas demais para estar a vestir-me com roupas de homem. Apenas se vesti-se com roupas largas, eu poderia misturar-me com o público como homem. Mas isso nunca vai acontecer.. porque depois eu parecia um homem a tentar esconder um corpo anoréxico e frágil. É que nem pensar. Ou se calhar sou eu que já nem sei vestir-me como um homem sem sentir certa repugnância!

Mas eu tenho que ignorar as minhas poupanças e gastar uma boa porção de tempo (e dinheiro…) para expandir o meu armário. Entre outras coisas. Chegou a hora de preparar-me, de ser racional uma vez na vida e deixar esses medos para trás. De pensar que adquiro mais o estilo de atenção impróprio quando me visto com roupa de homem e, quando me visto com roupa de mulher, o que apenas tenho de suportar é alguns olhares e de alguns elogios feitos por algumas pessoas que me conhecem e de algumas pessoas aleatórias e não cometidas que aparecem do nada.

Está na altura de começar a vestir-me de acordo com a mulher que sou.. todos os dias. Eu tenho quase a certeza que vou ficar paranóica na maior parte dos dias, nas primeiras semanas. Mas é algo que eu quero e que tem de ser feito, ainda mais considerando que agora tenho de o fazer pela minha própria segurança.

 

Por falar em dinheiro, eu finalmente consegui falar com um cirurgião. Um bastante conhecido, visto que ele opera, na grande maioria das vezes, pessoas transsexuais. E não existem muitos desses cirurgiões no meu país. Existe apenas um que é de confiança, aquele pelo qual falei. Tomei conhecimento do preço.. e não posso mentir quando digo que o preço é alto. Alto o suficiente para me fazer reflectir de modo sério o como é que vou conseguir alcançar esse tipo de dinheiro! Obviamente, esta cirurgia é bastante importante para mim. Mas tem de ser feito debaixo da supervisão deste cirurgião, isto se quiser o fazer neste país.

É verdade, uma pessoa pode obter esta cirurgia debaixo do sistema nacional público de saúde. Mas, como qualquer pessoa transsexual neste país sabe, a lista de espera é muito grande e todas as pessoas estão a sugerir para evitar o sistema público (incluindo os meus médicos). Apenas poderia ser feito num hospital muito específico e as condições não são.. boas. Eu não vou fazer esta cirurgia importante e delicada num “beco”!

Portanto não. Eu tenho de pensar bem, em como é que vou conseguir fazer esta cirurgia. Como é que vou conseguir obter tanto dinheiro? Preciso de um “segundo trabalho”? Preciso de investir nos meus sonhos artísticos e de cruzar os meus dedos com esperança de que vou conseguir algum rendimento? Eu.. não sei!

…Eu não tenho escolha. Pela minha sanidade mental, eu tenho de deixar este problema grande e específico de lado e viver um dia de cada vez. Focalizar nos aspectos bons que a minha transição está a providenciar até agora e irá continuar a providenciar. Esperar que as condições alterem e que esperançosamente seja possível encontrar uma maneira de obter esta cirurgia. Se calhar.. quem sabe? O cirurgião disse que ia tentar baixar o preço e, se ele conseguir essa descida, o preço será muito mais tolerante para a minha carteira!

 

 

Últimas palavras:

Ouve muitos altos e baixos neste mês.

 

De forma geral, tenho sentido insegura. Incerta com respeito ao futuro. Paranóica com o olhar do público. O dinheiro que tenho de gastar no futuro próximo. O dinheiro que preciso de poupar, apesar de sentir que nunca vou conseguir alcançar essa quantia se continuar a fazer aquilo que tenho feito até agora. O processo todo e a falta de descanso, os fins de semana sem fazer nada de produtivo e apenas saciar a vontade de descansar. O facto de que não tenho gasto tempo com as pessoas que gosto já por algumas boas semanas. As consultas que tenho pelo menos uma vez por mês..

Mas também as alegrias que tenho sentido. Os elogios que tenho recebido. O sentir os primeiros indícios de desejos e paixões à medida que sinto mais confortável com o meu corpo. Estamos perto de Maio, o Estrogénio estará possivelmente disponível para mim dentro de breve. Novas mudanças pela frente, que serão aceites como a solução para a minha disforia! Saber que vou ficar ainda mais feminina com que estou actualmente, fisicamente e psicologicamente falando. Ser possível passar de forma plena, sem ter que preocupar com algum olhar que poderá ter descoberto o meu “segredo pecaminoso”. Ter a capacidade de pensar de forma ainda mais clara.

 

Eu.. ficarei bem. Isto é provavelmente a fase mais estranha que alguma vez tive e terei na minha transição. As mudanças bruscas entre o sentir que tudo está bem e que as coisas ficarão ainda melhores.. e o sentir que estou a enganar-me a mim própria enquanto que, na realidade, poderei ter um aspecto horrível e que é isso que as pessoas do público vêem quando olham para mim. A diferença entre o sentir confiante num momento e sentir o oposto uns segundos depois só porque alguém teve a ousadia de olhar para mim mais tempo do que devia, ou porque olhou pela segunda vez.

Mas eu tenho que deixar esses medos de parte. Como uma das minhas admiradoras secretas (que conhece-me desde criança) disse a outra pessoa enquanto não estava por perto para ouvir (mas que depois ouvi por uma outra pessoa de qualquer forma).. eu sou mais bonita como mulher do que como homem. Para quem conhece esta admiradora secreta, será que podem-lhe dizer que estou muito grata pelo comentário e que irei ter isso em mente a partir de agora.. visto que não podemos falar directamente cara a cara?! Testemunhas de Jeová, desassociada e tal. Ou podem apenas partilhar-lhe o link para este post de blog em privado ou sei lá. Não se preocupem, eu não digo a ninguém, eu gosto de manter a identidade dos meus fans Testemunhas de Jeová em segredo~ E se à coisa que sou boa a fazer.. é manter segredos.

 

Quando eu publicar a minha 5ª Actualização Mensal, eu estarei provavelmente a consumir a minha primeira ou segunda dose de Estrogénio.. errr.. medicação. Eu irei cruzar os meus dedos com esperança de que as minhas análises sanguíneas estarão bem. Eu vou tentar ganhar a confiança de que necessito para revelar uma foto ou duas. Umas fotos para manter em segurança, como lembrança do meu aspecto actual, sem Estrogénio e com apenas Anti-Androgéno. Não prometo nada.. eu ainda tenho que considerar se é boa idea revelar essas fotos debaixo do meu pseudónimo público ou manter essas fotos em privado apenas para as minhas amizades. Estou mais inclinada a.. manter essas fotos privadas entre as minhas amizades. Eu até gosto da minha anonimidade online e da segurança que isso providencia!

 

Obrigada e vejo-vos no o próximo mês, com Estrogénio provavelmente!