[English and Portuguese] Transitioning – Fifth Month Update

 

(Para quem não sabe ler Inglês, a versão em Português encontra-se no final)

  • 1st Month/ 1º Mês – Link
  • 2nd Month/ 2º Mês – Link
  • 3rd Month/ 3º Mês – Link
  • 4th Month/ 4º Mês – Link

 

ENGLISH

 

Hello. It’s time for another update. This one is quite important, as a few are aware of the appointment that I’ve been pointing out for a while. The 11th May.

This post.. is going to be quite different. I will not create any category. There’s no need for such this time..

 

I took my 147th Anti-Androgen on the 10th of May, Wednesday.

Wait, you may say. Wasn’t it supposed to be more 30 Anti-Androgen since last time, making it 150th on the 13th of May? There’s three missing, what happened? Unfortunately, I do have some bad news.

I’m writing this on the 11th May, on the evening. Though I’m sure that I’ll only publish this much.. much later. I’ll be out during the weekend (13th-14th), meeting new people, hopefully making new friends. I know I have been ranting about LGBT communities and other modern political aspects, being politically incorrect in my own way, preachy and bitchy about it. I’m temporary in a state of adolescence (emotionally speaking), people should already be aware of that! But, this weekend (13th-14th), I’ll be with people who, like me, suffer from the same specific issue. I’ve never been with them but.. I do feel they are different from the other groups I’ve tried and didn’t enjoy that much. I can’t generalize people, I know better than that.

 

 

Anyway, enough stalling and more direct to the point.

I’ve had the appointment. But, like I’ve hinted, there were bad news. The blood test results… weren’t good. The liver, in this case. The values have changed drastically, which has lead to the decision of.. having to stop taking any medication for the next six weeks. To find out if it’s my liver reacting badly to this medication in specific or, if there are bigger issues that need to be solved. There are Anti-Androgens that are far more friendlier to the liver. However, the liver needs to be fine in order to introduce Estrogen into my body.

In the meantime, during the next six weeks starting on the 11th of May, I won’t be taking anything. Which means that, during these weeks, there are.. aspects that will slowly degenerate back to before my transition. Of course, six weeks isn’t enough to bring me back to a state on which I was on December (Dear lord!). However, there will be a few things that will..  subtly be reverted. Hopefully, it won’t even be noticed. I hope.. Still, it won’t be anything that I won’t recover again.

 

Sadly, this does play quite a lot on my worst fears. Because thus far, life has given me obstacles to heal myself from this condition.

Life has given me a religion, that indoctrinated me, that made life difficult to fully understand and accept. But that obstacle didn’t stop me, as much grief as it caused for myself and others.

Life as given me the nationality, of a country that is economically broken, sharing the coin of the rich but having no pockets to keep it for too long and making the average citizen pay for it with their hard work and low salary. Fortunately, life as given me a good family and some form of income, despise the time it steals from my life. But it’s a painful obstacle that hasn’t stopped me thus far.

There are worst lives out there, I’m sure. However.. there would be nothing more devastating to me than, after the obstacles that I have crossed, that have stolen time, money and tears from me; the people that I had to abandon and those who have abandoned me, the roller coaster of emotions I have rode to get where I am.. Having the taste of freedom, of slowly healing myself from my dysphoria.. only to have life take it away from me because of an health issue.. that would be one of the cruelest things mother nature could do to me and.. I doubt I could live with that idea. I’m sorry..

Such thought, that it could happen, it makes me feel fragile. I’m not exaggerating when I say that, when I’m having such thoughts and what if’s, I do feel a knot on my throat.. the anxiety too much to handle and the pain can only go away with the tears that, fortunately, have become easier to roll. It would be sad if I lost that gift, among others.

 

I.. don’t want to go back. This was the best decision I’ve made in my entire life. I’ve been happier and, as said earlier, free. Free to be who I am. With evolving body tributes that were always rightfully mine since I could remember. In a way, though not completely faithful and perfect to what I envisioned when I was younger, I currently feel more beautiful than ever. No longer do I envy other women. Confident. Though I guess, at the moment, paranoia has settled given the news and the fact that it has been more than a week since I’ve stopped my medication..

 

 

Ignoring the bad news, this last month was great for me. As I’ve mentioned on the previous update, I still had to dress up as a woman everyday. Well, I’m doing so now for more than three weeks… and I feel great! Yes, people do gaze at me but I’ve learned that, when random people address me, they all treat me with “Miss/Girl”. Which is quite an achievement, considering that I’m tall and 27 years old.. still being treated as a young girl and not as “Ma’am/Lady”. In short, when people look at me, they do so because I’m tall.. among a few good features that I possess. I know this because there have been a few.. envious gazes towards me from other women. I know, I was in their position once. But now, it feels good to be on this side and to notice these things because it does make me believe that I don’t only “pass” but I’m “passing with flying colors”!

And yes, I’ve been experiencing some of that fabled “female social privilege”.. as also “annoyances”. But it’s fine, I’m just glad that I’m experiencing both the good and the bad. As in, people have been extremely nice towards me (mostly men) and there as also been some.. catcalling? Should I call it that? I still have no idea if a few men staring at me and smiling, as if asking me to smile back.. is catcalling. I have.. no idea. And I think one man, at one time, was trying to sing to me while we were on a train? I don’t know.. I couldn’t understand what he was saying, but he was extremely happy and looking at me while talking/singing from afar.

 

But I think the biggest random-encounter-with-strangers highlight this month was when I took the subway, it was quite filled with people and I had to stay next to a couple that were doing their PDA quite fervorously. The woman was the one that noticed me and she immediately stopped with her PDA just to stare at me, turning her body to fully face mine. I looked at her, to understand what was going on. She smirked, as if she was dismissing me in some way, then got back to her PDA with her boyfriend, whispering him in the ear. For a second, I thought something was wrong with my appearance.. which is a normal thing to still be a bit paranoid about now and then when someone starts staring at you for too long or starts acting strangely specifically towards you. But, during her PDA, she kept staring at me when she could and her boyfriend tried to look at me.. but she pulled his gaze away from me. And then I understood what was going on, and I shrugged inwardly, rolling my eyes subtly. She was insecure about her relationship with her boyfriend… HA!

I can’t lie. I do feel that I’m becoming extremely vain and I can’t help but flaunt my appearance. Yes, it’s shallow, I realize that. But I’m sure that this attitude of mine as of late is quite understandable, considering all the factors. I didn’t had the right teenage life where I could feel proud of my youthful body and appearance. Finally, at this age, I get to have the body and appearance that I deserve.. you can bet that I’m going to vaunt about it until I’m over this second puberty!

 

… Do you see why, dear reader, why I’m so afraid to lose all after having a taste of freedom from a crippling dysphoria? I can’t go back, I would rather live a short but a life on which I’m free than a hundred years of bitterness towards life and a dysphoria to deal with. I never understood the need for doctors to impose an healthy life (physically speaking) if, the consequence of doing so, is having a long and terrible life.

It begs the question. Would you rather live for only five more years on which you can achieve happiness and all the things you want… or would you rather live in a lonely cell, in jail for the rest of your life as long you are healthy? I know the answer, it’s a rather easy one. I do not care if I don’t get to live long, as long I can die happy. That is my current view, after experiencing the things I have in the last few months. I didn’t always think that way, mind you!

 

 

In short, I will never give up. This is yet another temporary setback in my life because; if there is karma, god, the devil or whatever, they decided my life was too easy and I needed yet another barrier because why not? If reincarnation is a thing, I must had been a terrible person in an earlier life. Or an extremely bored spirit that wanted the most bizarre new life they could think of.. for the “shits n’ giggles”.

Anyway.. I’m probably being a drama queen and my liver will be fine and it’s all a side effect from this specific Anti-Androgen. This specific medication, after all, has been banned in the United States. Why Europe still uses it is beyond me.. given that it can have a negative impact on some people. Not denying the good results, obviously.. but seriously, there are safer alternatives, why would any doctor find it appropriate to use the one that can cause 9%-20% chance of Hepatotoxicity (depending on the dose and the amount of time used)? Meh..

 

If there’s a message I want to pass to anyone that suffers from Gender Dysphoria is the following, based on my experience thus far:

No one said that it was going to be easy. No one said that all you needed to do to get rid of the cancer was to go to the doctor and take the medicine. Life is cruel and, for most people, it will impose on you events, people and other factors that will try to stop you from your path that leads to your happiness. As cheesy as it sounds, it is your willpower alone that will get you far. You need to be intelligent, patient and kind. Lose your temper and hope.. and you’ll never achieve the happiness you seek.

You need to be serious, don’t be a spoiled first world country brat that believes the world owns them anything. The world owns you nothing, you need to play by the rules. When life gives you lemons.. make lemonade, another cheesy saying but quite true in this case!

Be sensible, care for the emotions of even those that oppose you at first. Again, don’t expect anyone to understand you. Even those that, one day, say that they support you.. they will curse your very existence behind your back. Seek those that love you, that care for you and treat you like a normal human being, that want to include you in society with other people.. and not like a mystical unicorn that needs to be in a zoo with their own kind and only petted and fed once in a while (with the faint promise that they can take a picture with you and trick society, themselves and their friends that they are a very charitable humble soul.. to elevate their own egocentric and empty personality with a pretentious social status). Say no to segregation, to collectivism.. be an individual that is more than a mere cancer victim who didn’t had a childhood.

You are special and unique. Not because you have cancer, but because you are larger than life. Your personality is beautiful and people will naturally be drawn to you. Like all the others that have suffered in life, for whatever reason, you too.. can come on top graciously, with a smile on your face. Above the petty squabble from the masses who, for some reason, their biggest fears seem so small compared to the bigger issues that we (and others who suffer from much worse conditions than ours) have faced in life. They are shallow, pathetic, common, parasites.. we are not. Some will envy that, be prepared.

And, at the end, when you can finally say that you have beaten cancer.. be proud of yourself. Not because you had cancer or still has.. but because you are healing yourself from it, with your own strength and the aid of those that genuinely loved you enough and remained at your side during the whole process. They, too, are people that stand above the rabble and deserve all the love and care that you can offer. Don’t ever lose sight of them, not many of those exist in life.

Take care of yourself, be patient and kind to those around you, heal yourself with the aid of actual professionals.. be happy and a source of inspiration for those that look at you.

Beauty is pain. And those who have never suffered it, avoid it or cause unnecessary pain onto others.. are ugly.

 

 

As such, I end this post by saying that, until I know what’s happening with my liver and what the doctor has in mind, I won’t be creating more updates and I’ll not be counting these next 6-5 weeks as part of my transition. Until then, there will be other posts.. obviously!

Related to what I wrote on the other update, about sharing pictures.. if you read thus far, then I’m happy to announce that I have an Instagram account on which I just started to upload photos an’stuff! I won’t be posting a lot of pictures, since that’s not the type of gal that I am. But, if you look hard enough on this website, you’ll find a link to my Instagram! Yes, I’m filtering away the slackers and those that don’t read the things I post.. it has never been about the quantity, but about the quality of those that do read this insignificant grain of sand on the web. And no, I won’t be breaking the 4th wall anytime soon, this is the only paragraph that I’m doing so.. which is why I kept it last and on this specific post!

 

Thank you for reading this post and I apologize if I’m overreacting, if I’m being paranoid and/or dramatic.. but being neurotic is a defect that comes to the surface now and then.. specially when something unpredictable happens.

Oh.. and I’ve reached the 70-71 KG’s. It’s hard to believe that there was once a time I used to weight 113 KG’s haha..

 

 

 

PORTUGUÊS

 

Boa tarde. Está na altura de mais uma actualização. Esta actualização é bastante importante, devido à consulta que tenho feito alusão já por algum tempo. No dia 11 de Maio.

Este post.. vai ser um pouco diferente. Não irei criar categorias. Não vai ser necessário desta vez..

 

Eu consumi o meu 147º Anti-Androgeno no dia 10 de Maio, Quarta-feira.

Espera, poderão dizer. Não era suposto ter consumido mais 30 Anti-Androgenos desde a última vez, chegando aos 150 no dia 13 de Maio? Faltam três, o que aconteceu? Infelizmente, tenho más noticiais.

Estou a escrever isto no dia 11 de Maio, numa noite. Apesar de ter a certeza que apenas irei publicar este post muito… muito mais tarde. Estarei fora no fim de semana (dia 13 e 14), para conhecer novas pessoas, com a esperança de criar novas amizades. Eu sei que tenho falado muito acerca das comunidades LGBT e outros aspectos políticos da nossa actualidade, sendo politicamente incorrecta dentro da minha normalidade, exaustivamente e mázinha ao fazer tal. Afinal de contas, estou num estado de adolescência temporariamente (emocionalmente), as pessoas já deviam ter consciência disso! Mas, este fim de semana (dia 13 e 14), estarei com pessoas que, como eu, sofrem da mesma condição que eu em específico. Nunca estive com eles mas.. eu acho que eles são diferentes dos outros grupos que tentei e que não gostei muito. Não posso generalizar as pessoas, eu bem sei disso.

 

 

De qualquer forma, chega de postergar e finalmente ser directa ao assunto.

Eu tive a consulta. Mas, como aludi anteriormente, as noticiais foram más. As análises ao sangue.. não estavam boas. O fígado, neste caso. Os valores mudaram drasticamente, o que fez com que a decisão mais informada da médica fosse.. parar de tomar qualquer estilo de medicação durante as próximas seis semanas. Para saber se os valores alteraram-se devido à medicação em si ou se existem problemas mais graves que precisam de ser resolvidos. Existem Anti-Androgenos que são muito mais amigáveis para o fígado. No entanto, o fígado precisa de estar saudável antes de ser introduzido Estrogénio no meu corpo.

Portanto, durante as próximas seis semanas a começar no dia 11 de Maio, eu não irei consumir nenhuma medicação. O que significa que, durante essas semanas, vai existir.. aspectos que vão se degenerar lentamente para um tempo antes da transição. Claro, seis semanas não é suficiente para trazer-me de volta para aquilo que era em Dezembro (Credo!). Mesmo assim, vai existir alguns aspectos que vão.. subtilmente se reverter. Esperançosamente, pode ser que nem se note. Eu espero.. Felizmente, não é nada que não possa ser recuperado de novo.

 

Infelizmente, esta noticia brinca um pouco com os meus piores medos. Porque até agora, a vida tem-me fornecido obstáculos pelo qual se mantiveram à frente do meu objectivo de curar-me desta condição.

A vida me concedeu uma religião, que doutrinou-me, que fez com que a minha vida fosse difícil de entender e de aceitar. Mas esse obstáculo não foi suficiente para impedir-me, apesar do sofrimento que causei a mim mesma e a outros.

A vida me concedeu uma nacionalidade, de um país que está economicamente falido, partilhando a moeda dos que são ricos mas sem um bolso suficientemente largo para manter essa riqueza por muito tempo e fazendo com que os cidadãos da classe média e baixa paguem com o seu trabalho árduo e salário baixo. Felizmente, a vida me concedeu uma boa família e um salário, apesar do tempo que isso rouba da minha vida. Mas é um obstáculo doloroso que ainda não me impediu.

Existem piores vidas, tenho a certeza. Apesar disso.. não poderia existir algo mais devastador para mim do que, depois destes obstáculos que já atravessei; o tempo, dinheiro e lágrimas que esses me roubaram da minha vida; as pessoas que tive de abandonar e aquelas que me abandonaram, a montanha russa de emoções que eu tenho viajado para chegar a este ponto.. saborear a liberdade, da cura para a minha disforia.. apenas para a vida me retirar tudo devido a um problema de saúde.. isso seria uma das maiores crueldades que a natureza poderia fazer a mim e… duvido que conseguiria viver com essa idea. Desculpem..

Tais pensamentos, do que poderá acontecer, faz-me sentir fragilizada. Não estou a exagerar quando digo que, quando tenho esses pensamentos e os “e se’s”, eu sinto um nó no esófago.. a ansiedade demasiada e que apenas se vai embora com as lágrimas que advém logo após que, felizmente, tem se tornado fáceis de se obter. Seria triste perder essa dádiva, entre outras.

 

Eu.. não quero voltar atrás. Esta foi a melhor decisão que tomei na minha vida. Tenho sentido feliz e, como disse antes, livre. Livre de ser quem eu sou. Desenvolvendo atributos físicos que sempre me pertenceram desde que eu me lembro. Até de certa forma, apesar de não ser completamente fiel e perfeita em comparação com a minha visão que tinha quanto era nova, eu sinto actualmente mais bonita do que alguma fez fui outrora. Nunca mais invejei outras mulheres. Confiante. Mas acredito que, de momento, a paranoia está presente em mim devido às noticias e pelo facto de que já passou mais de uma semana desde que deixei de tomar a medicação..

 

 

Ignorando as más noticiais, este último mês tem sido muito bom para mim. Como disse na actualização mensal anterior, eu ainda tinha que vestir-me todos os dias com roupa adequada. Bem.. já estou a fazê-lo por mais de três semanas… e tenho sentido muito bem! Sim, as pessoas olham para mim mas eu descobri que, quando as pessoas da rua tentam se comunicar comigo, todas elas me tratam por “Menina/Jovem”. O que é uma grande conquista, considerando que sou alta e tenho 27 anos de idade.. ainda sendo trata como uma jovem rapariga e não como uma “Senhora/Dona”. Por poucas palavras, as pessoas quando olham para mim, o fazem porque sou alta.. e tenho alguns bons atributos físicos. Eu sei isso porque tem existo alguns.. olhares invejosos de outras mulheres. Eu sei, já tive na posição delas no passado. Mas agora, sabe bem estar neste lado e notar que isto agora acontece porque faz-me acreditar que eu não apenas “passo”, mas “passo e muito bem obrigada”!

E sim, tenho tido algumas experiências daquilo que se chama de “privilégio social de mulher”.. como também “inconveniências”. Mas tudo bem, apenas estou grata de que estou a ter esta experiência para o bem e para o mal. Como por exemplo, as pessoas tem sido mais simpáticas para comigo (mais os homens) e também tem existido alguns casos de.. “catcalling” (para falta de melhor expressão em português)? Será que devo de tratar esses casos por tal? Ainda não tenho bem a certeza se o olhar de alguns dos homens para comigo e a sorrirem, como se estivessem a pedir que sorrisse de volta.. é catcalling. Eu.. não sei. E eu acho que houve um homem, numa altura, que estava a tentar cantar para mim enquanto estávamos num comboio? Eu não sei.. eu não consegui perceber nada daquilo que ele estava a dizer, mas parecia estar bastante feliz e a olhar para mim enquanto falava e cantava com alguma distância de mim.

 

Mas eu acho que o melhor encontro-com-estranhos-em-locais-públicos neste mês foi quando decidi entrar num metro, estando tal cheio de pessoas e eu tive que ficar ao lado de um casal a demonstrar o seu afecto em público muito fervorosamente. A mulher foi aquele que tomou nota de mim e ela imediatamente parou com o seu teatro com o namorado apenas para olhar para mim, o corpo dela frente com o meu. Eu olhei para ela, para perceber do que estava a acontecer. Ela sorriu, com certo desprezo por alguma razão, e depois voltou para o seu romance com o namorado, falando-lhe ao ouvido. Por um momento, pensei que algo estava de errado com a minha aparência.. o que é algo ainda normal de acontecer visto que existe ainda alguma ansiedade de vez em quando quando alguém olha para mim por muito tempo ou começa a agir de forma estranha para comigo. Mas, durante a encenação pública, ela continuava a olhar para mim quando podia e, quando o namorado dela tentava olhar para mim, ela puxava a atenção dele para ela mesma imediatamente para não olhar para mim. E depois percebi o que estava a acontecer, e eu ignorei um pouco o que estava a acontecer, revirando os olhos subtilmente. Ela sentia-se insegura com respeito à relação entre ela e o namorado… HA!

Não posso mentir. Eu sinto que tenho me tornado bastante vaidosa e eu não consigo conter aquela necessidade de expor a minha aparência. Sim, é superficial, tenho consciência disso. Mas eu sei que esta minha atitude de recente é compreensível, considerando todos os factores. Eu não tive a mesma vida de adolescente que as outras mulheres em que poderia sentir algum orgulho pela minha aparência e corpo jovem. Finalmente, com esta idade, eu tenho o corpo e aparência que mereço.. podem ter bem a certeza que eu vou vangloriar-me até que esta segunda puberdade acabe!

 

… Será que agora percebem, caros leitores, do porquê eu ter receio de perder tudo depois de ter adquirido direito à amostra da liberdade para a disforia que me incapacitou? Eu não posso voltar atrás, eu prefiro viver uma vida curta mas uma vida pelo qual sou livre do que cem anos de amargura pela vida e pela disforia que tenho. Eu não percebo esta necessidade dos médicos imporem uma vida saudável (fisicamente falando) se, a consequência de tal, é ter uma vida longe mas terrível e infeliz.

Isso levanta uma questão pertinente. Preferiam viver por apenas mais cinco anos pelo qual consegues alcançar a felicidade e tudo aquilo que sempre quiseram… ou preferiam viver uma vida longa numa prisão, entre quatro paredes para o resto da vossa vida desde que estejam saudáveis? Eu sei a resposta, é muito fácil de responder. Eu não quero saber se acabo por viver menos tempo, desde que morra feliz e sem rancor. Esta é a minha posição actual, depois da minha experiência de vida que tenho tido nestes últimos meses. Eu não costumava pensar dessa forma, mas agora penso!

 

 

Por poucas palavras, eu nunca irei desistir. Isto é mais uma barreira temporária na minha vida porque; se existe karma, o diabo ou sei lá mais o quê, eles decidiram que a minha vida era fácil demais e de que eu precisa ainda mais de uma barreira porque não? Se a reencarnação é algo real, então eu devo ter sido uma pessoa horrível numa vida anterior. Ou um espírito qualquer que estava aborrecido desejou uma vida nova muito bizarra.. só porque “não tinha mais nada que fazer”.

De qualquer forma.. eu provavelmente estou a ser dramática e o meu fígado ficará bem e tudo não será mais do que um efeito secundário deste Anti-Androgeno em específico. Esta medicação em específico, afinal de contas, foi banida nos Estados Unidos. O porquê da Europa ainda utilizar esta medicação é estranho.. visto que pode ter um efeito negativo para algumas pessoas. Não estou a negar os resultados excelentes, obviamente.. mas existem melhores alternativas. Porque é que um médico iria achar apropriado usar um medicamento que pode causar entre 9 %-20% de chance de Hepatotoxicidade (dependendo da dose e do tempo que se tem consumido)? Meh..

 

Se existe alguma mensagem que desejo transmitir para alguém que sofra de Disforia de Género é a seguinte, baseado na minha experiência pessoal até agora:

Ninguém disse que iria ser fácil. Ninguém disse que tudo o que precisavas para livrares do cancro era de ir ao médico e tomar a medicação. A vida é cruel e, para muitas pessoas, irá impor-te eventos, pessoas e outros factores que irão tentar travar-te no caminho para a tua felicidade. Por muito cliché que seja, é a tua força de vontade apenas que te vai ajudar a chegar longe. Necessitas de ser inteligente, paciente e uma pessoa bondosa. Perde o temperamento e esperança.. e nunca chegarás à felicidade que procuras.

Precisas de ser uma pessoa séria, não sejas uma criança do primeiro mundo mimada que acredita que o mundo lhes deve algo. O mundo não te deve nada, tens que obedecer às regras. Quando a vida te fornece limões.. faz limonada, um outro cliché mas que é bastante verdade neste caso!

Sê sensível, preocupa-te com as emoções até mesmo daqueles que vão opor-se a ti. De novo, não esperes que alguém te compreenda. Até mesmo aqueles que, um dia, dizem que te aceitam e querem ajudar.. eles vão-te amaldiçoar-te quando estiverem longe dos teus ouvidos e outros sentidos. Procura aqueles que te amam, que se preocupam contigo e que te tratam como um ser humano normal, que querem incluir-te na sociedade com o resto do mundo.. e que não te tratam como um unicórnio místico que precisa de habitar um zoo juntamente com o resto da manada e que apenas têm direito a festinhas no pelo e comida de vez em quando (com a promessa oca de que eles poderão tirar uma fotografia contigo para enganarem a sociedade, elas mesmas e os seus amigos com a ideia de serem almas humildes e caridosas.. para elevarem o seu próprio ego e falta de personalidade com um estatuto social pretensioso). Diz não à segregação, ao colectivismo.. sê uma pessoa individual que é mais do que apenas uma mera vitima de cancer que não teve direito a uma infância.

Tu és especial e uma pessoa única. Não porque tens cancro, mas porque és impressionante. A tua personalidade é bonita e as pessoas vão sentir atraídas por ti. Como todas as outras pessoas que sofreram nas suas vidas, independentemente da razão, tu também.. podes ser alguém que vai superar as dificuldades no topo, com um sorriso na cara. Acima das disputas insignificantes do povo em geral que, por alguma razão, os maiores medos dessas pessoas são tão mesquinhos em comparação com os maiores problemas que nós (e todas as outras pessoas que também sofrem ainda piores coisas na vida) já enfrentamos na nossa vida. Eles são superficiais, patéticos, básicos, parasitas.. nós não. E muitas pessoas vão sentir inveja devido a isso, prepara-te.

E, no fim, quando tu finalmente conquistares o cancro que te aflige.. sente orgulho de ti mesmo/a. Não porque tiveste cancro ou ainda tens.. mas porque tu estás a curar-te de tal, com as tuas próprias forças e com a ajuda daqueles que te amaram genuinamente e o suficiente para ficarem ao teu lado durante todo o processo, a tua viagem pela vida. Eles, também, são pessoas que estão acima da escumalha e que merecem todo o amor e carinho que possas lhes oferecer. Não percas de vista essas pessoas, não existem muitas dessas ao longo da vida.

Cuida bem de ti, sê paciente e uma pessoa bondosa para todos os que te rodeiam, cura-te com a ajuda dos verdadeiros profissionais.. sê feliz e uma fonte de inspiração para aqueles que olham para ti.

Para ser-se uma pessoa bonita, tem que se sofrer. E todos os que nunca sofreram dor séria, ou evitam ou causam dor desnecessária a outros.. são criaturas feias.

 

 

E assim, eu termino este post por dizer que, até eu saber o que está a acontecer com o meu fígado e o que o médico tem em mente, eu não vou criar mais actualizações e não irei contar estes próximos 6-5 semanas como parte da minha transição. Até lá, haverá outros posts.. claro!

Relacionado com o que escrevi na actualização anterior, acerca da partilha de fotos.. se conseguiram ler até aqui, então fico feliz de informar de que eu já tenho uma conta de Instagram pelo qual irei começar a fazer upload de fotos e coizinhas! Não vou fazer upload de muitas fotos, visto que não sou desse estilo de rapariga. Mas, se procurarem bem neste site, irão conseguir encontrar o link para o meu Instagram! Sim, estou a filtrar os preguiçosos e aqueles que não prestam atenção ao que escrevo e faço.. nunca foi do meu desejo ter números, apenas pessoas de qualidade que lêem este grão de areia no meio da internet. E não, não vou quebrar a 4ª parede assim tão cedo, este é apenas o único parágrafo que estou a fazer isso.. e a razão de ter mantido esta notícia para último neste post muito específico!

 

Obrigada por lerem este post e peço desculpa se estou a ser dramática e/ou  paranóica.. mas ser neurótica é um defeito que vem à superfície deves em quanto.. especialmente quando algo imprevisível acontece.

Ah.. e cheguei aos 70-71 KG’s. É difícil de acreditar que ouve uma altura da minha vida que pesei 113 KG’s haha..